“Grazie a Dio sono tra gli scomunicati”

La direttrice della clinica che ha permesso alla bambina brasiliana violentata di abortire ha preso con la giusta serenità la scomunica ricevuta.

“Graças a Deus estou no rol dos excomungados”, diz médica

Cruzeiro On Line

Depois do aborto de uma menina de nove anos que foi estuprada pelo padrasto e estava grávida de gêmeos, toda a equipe médica que participou do procedimento e a mãe da criança, que o autorizou, foram excomungados da Igreja Católica. O anúncio da excomunhão foi feito pelo reconhecidamente conservador arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, e provocou polêmica. “Graças a Deus estou no rol dos excomungados”, reagiu nesta 5ª feira (5) a diretora do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), Fátima Maia.
Católica, ela disse ter agido como diretora de um instituto referencial no Estado para atendimento à mulher vítima de violência sexual, mas pessoalmente também não tem nenhum arrependimento. “Abomino a violência e teria feito tudo novamente”, destacou. “O Cisam fez e vai continuar fazendo, estamos preparados, qualificados e referenciados para esse tipo de atendimento há 16 anos”, completou.

(grazie a Serena per la segnalazione)